Blog

Dica: Congelado é melhor que fresco

Comida congelada aumenta o valor nutricional dos alimentos

Parece que os nutricionistas têm divulgado as vantagens dos alimentos “naturais” por tanto tempo que os alimentos que não são escolhidos a dedo por lavradores e entregues diretamente em seu prato são automaticamente considerados nutricionalmente suspeitos.

É tão ruim que os consumidores até têm um pré-conceito contra frutas e vegetais congelados. Não importa que na maioria dos casos eles tenham sido colhidos, lavados e rapidamente congelados antes que qualquer suposta degradação de nutrientes possa ocorrer, os consumidores geralmente os consideram “processados” e subsequentemente inferiores.

Este pré-conceito está errado. O congelamento preserva os nutrientes e, em alguns casos, aumenta os nutrientes, além de tornar os fitoquímicos específicos mais acessíveis bioquimicamente.

A evidência

Há uma grande quantidade de pesquisas apoiam o valor nutricional de frutas e vegetais congelados. Um deles, conduzido por Bouzari em 2014, avaliou a quantidade de riboflavina, beta-caroteno, vitamina C e alfa-tocoferol (vitamina E) em cenouras congeladas e não congeladas, milho, espinafre, brócolis, ervilha, vagem, morango, e mirtilos.

Veja o que eles encontraram:

  • Os alimentos congelados mostraram uma perda mínima de vitamina C, em comparação com grandes perdas em variedades “frescas” não congeladas;
  • Ervilhas congeladas mostraram um aumento na vitamina C e vitamina E sobre não congelados;
  • Não houve basicamente nenhuma diferença no conteúdo de riboflavina entre amostras congeladas e não congeladas;
  • Três das variedades vegetais congeladas apresentaram maiores quantidades de vitamina E do que suas contrapartes não congeladas;
  • As descobertas foram verdadeiras para frutas e legumes, mesmo que tenham sido congelados por 90 dias;

Por razões desconhecidas, as ervilhas congeladas, as cenouras e o espinafre tinham níveis mais baixos de beta-caroteno do que as amostras não congeladas.

No geral, porém, os alimentos congelados possuiam um valor nutricional mais elevado.

Em outras palavras, desde que a “cadeia de congelamento” não tenha sido quebrada, elas são sempre tão boas ou melhores do que os alimentos não congelados.

O mesmo é verdadeiro para a maioria, se não todos, fitoquímicos encontrados em frutas e vegetais. De fato, no caso dos mirtilos, o congelamento realmente melhora a biodisponibilidade das antocianinas. Aparentemente, o congelamento cria cristais que perturbam a estrutura do tecido da planta, tornando as antocianinas mais acessíveis.

Congelamento é bom

Agora você pode congelar seu alimentos tranquilamente e adicionar superioridade nutricional a eles, ou pelo menos equivalência nutricional aos alimentos frescos.

Related Posts

You may like these post too

A dieta de 30 dias

Dica: evite os aproveitadores de hábito

Leave a Reply

it's easy to post a comment